Festival Nativista Canto de Luz - 6ª edição de 22 a 25 de novembro de 2017

31ª edição da Moenda da Canção é destaque no mundo nativista

16/08/2017 9h36

31ª edição da Moenda da Canção é destaque no mundo nativista

Nos dias 11, 12 e 13 de agosto de 2017 ocorreu em Santo Antonio da Patrulha um dos mais tradicionais Festivais de Música do Rio Grande do Sul. A Moenda da Canção, que leva este nome  em função da economia local estar baseada em produtos derivados da cana-de-açúcar e de ser utilizado o instrumento de moagem no processo desta extração, é um Festival de música instituído no cenário cultural desde 1986.

Chega a sua 31ª edição prezando pela diversidade cultural musical abrangendo todo o território nacional, além de manter um concurso musical instrumental. O evento é realizado no Ginásio de Esportes na linda cidade que vou elevada a condição de município em 3 de abril de 1811 (206 anos), sendo que sua ocupação remonta a 1736, quando foi aberta por Cristóvão Pereira de Abreu a Geral denominada "Estrada dos Tropeiros".

O quarto município gaúcho em ordem de antiguidade, ficando atrás apenas de Porto Alegre, Rio Grande, tem em seu Festival a realização de verdadeira diversidade cultural musical. Artistas de todo País comparecem a Moenda para exibir seus trabalhos que agregam ritmos, letras e sons que compõe o universo litorâneo, afro, regional, popular brasileiro e sul-americano.

Os vencedores desta edição são:

7ª MOENDA INSTRUMENTAL:

Melhor Arranjo da Moenda Instrumental - Troféu Djalmo Martins de Oliveira: "PRO MESTRE" (Valsa) – Ronison Elias de Borba - Santa Maria(RS);
 
Melhor Instrumentista da Moenda Instrumental, Troféu Neri Cavera: Pedro Kaltbach (violino);
 
1º Lugar da Moenda Instrumental, Troféu Geraldo Flach: "PRO MESTRE" (Valsa) – Ronison Elias de Borba - Santa Maria(RS);


31ª MOENDA DA CANÇÃO

Melhor Arranjo, Troféu Paulino Matias:
"DUAS ASAS" (Canção) - Letra: Jaime Vaz Brasil - Melodia: Diogo Barcelos.
 
Melhor Letra, Troféu Jarci Cândido dos Reis:
BESTIÁRIO DA SOMBRA" (Milonga) - Letra: Jaime Vaz Brasil - Melodia: Pedro Guerra Pimentel.
 
Melhor Intérprete, Troféu Penduca:
Adriana Deffenti (Malabarismo íntimo ).
 
Melhor Instrumentista, Troféu Eliseu de Venuto: Samuca do Acordeon (Duas Asas).
 
Melhor Melodia, Troféu Demétrio Ramos:
"MALABARISMO ÍNTIMO" (MPB) – Adriana Deffenti.
 
Melhor Música na Opinião do Público, Troféu Francisco Gomes Salazar: "DUAS ASAS" - Letra: Jaime Vaz Brasil - Melodia: Diogo Barcelos.
 
3º LUGAR, Troféu Cantador:
"LINHA DE FRONTEIRA" (Milonga) - Letra: Sergio Carvalho Pereira - Melodia: Silverio Barcellos - Interpretes: Ita Cunha e André Teixeira.
 
2º LUGAR, Troféu Cantador:
"DUAS ASAS" (Canção) - Letra: Jaime Vaz Brasil - Melodia: Diogo Barcelos - Intérprete: Márcia Freitas.
 
1º LUGAR, Troféu Cantador - "PENSAROLANDO" (Milonga) - Letra/Melodia: Mauro Moraes - Intérprete: Ita Cunha.

(Foto: Unijuí FM)

Últimas notícias

Festival Nativista Canto de Luz - 6ª edição

Festival Canto de Luz divulga vencedores da 6ª edição


Festival Nativista Canto de Luz - 6ª edição

Confira os intérpretes vencedores da 2ª Lamparina da Canção Gaúcha


Festival Nativista Canto de Luz - 6ª edição

Conheça a história no nome do Festival Canto de Luz


Edições Anteriores

Mais informações

O Festival Nativista Canto de Luz é um evento realizado pela Prefeitura de Ijuí, através da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo e Associação Cultural Canto de Luz, com apoio das forças vivas da comunidade.

Local: CTG Clube Farroupilha, em Ijuí/RS

E-mail:

Fone: (55) 3331-8200

© Todos os direitos reservados, 2017. Login